sex., 04 de out. | Unibes Cultural

Shows Sampa | Dandô - 6 Anos

Nosso Mutirão de cantoria completa 6 anos e pra comemorar vamos fazer um encontro do Dandô com alguns projetos que surgiram inspirados em nós. São eles o Violada - Circuito Autoral de Violas Brasileiras e a Ruta de Violeta Parra.
A inscrição está fechada
Shows Sampa | Dandô - 6 Anos

Horário e local

04 de out. de 2019 20:00 – 05 de out. de 2019 22:00
Unibes Cultural, Rua Oscar Freire, 2500 - Sumaré, São Paulo - SP, 05409-012, Brasil

Sobre o evento

O U T U B R O | 2020

Nosso Mutirão de cantoria completa 6 anos e pra comemorar vão acontecer inúmeras ações por todo o país. 

Aqui em Sampa escolhemos fazer um encontro do Dandô - Circuito de Música Dércio Marques com alguns projetos que surgiram inspirados em nós.

São eles o Violada - Circuito Autoral de Violas Brasileiras idealizado por Fabio Miranda e Bruno Sanches e a Ruta de Violeta Parra captaneado por Tita Parra (neta de Violeta Parra).

Dia 04 de outubro é também um dia muito simbólico pois nesse dia nasceu a chilena Violeta Parra e morreu a argentina Mercedes Sosa, duas grandes mulheres latino-americanas que deram e seguem dando voz ao seu povo, por isso estenderemos a nossa homenagem a elas nesse dia com o show de Kátya Teixeira (BRA) e Tita Parra (CHL).

Esperamos vocês em cantoria!!!

Bóra Dandar!!!

Serviço

04 outubro 2019 - sexta-feira - 20h

Encontro dos Circuitos Dandô e Ruta de Violeta Parra

Kátya Teixeira e Tita Parra - participação especial - Greco Acuña

05 outubro 2019 - sábado - 20h

Encontro dos Circuitos Dandô e Violada

Osni Ribeiro, Duo Paulo Nunes e Victor Mendes e 

Fábio Miranda Duo Marina Ebbecke e Gabriel de Souza

Teatro da UNIBES Cultural 

Rua Oscar Freire, 2500 - Bairro Sumaré - São Paulo/SP (ao lado do metrô Sumaré)

Ingressos 

R$30,00 p/ um dia e R$50,00 p/ os dois dias

Ingresso Amigo com 3 shows - compra antecipada - R$60,00

22/09 - 4ª edição de 2019 o circuito recebe as cantautoras Kris Pires e Denise Mello que será sua anfitriã.

04 e 05/10 - Shows comemorativos Dandô | 6 Anos com Kátya Teixeira e Tita Parra, Osni Ribeiro, Duo Paulo Nunes e Victor Mendes e Fábio Miranda Duo Marina Ebbecke e Gabriel de Souza

Site www.circuitodando.com Email circuito.dando@gmail.com | circuitodando.sp@gmail.com

Redes socias 

Instagram - @dandonacional / @circuitodando.sp

Facebook - @circuitodandosp / @circuitodando

Sobre o Dandô

Seguindo o exemplo de Dércio Marques, o Circuito Dandô reúne cantadores e músicos de várias gerações, estilos e culturas de diferentes lugares do Brasil e de países parceiros pela américa latina e europa. O circuito idealizado por Kátya Teixeira e que em São Paulo é realizado pelo coletivo do Instituto Juca de Cultura numa parceria com a UNIBES Cultural, proporciona: encontros, trocas e reflexões sobre a música de forma coletiva e colaborativa, busca uma interação musical entre artistas e público e o acesso à música de qualidade produzida fora da indústria cultural de massa, além de promover espaços de reflexão e formação durante cada apresentação. 

Sobre os artistas

KÁTYA TEIXEIRA (São Paulo SP) Cantora, instrumentista e compositora paulistana, que também é pesquisadora da cultura popular brasileira e que traz em seu trabalho musical o resultado de suas andanças pelo Brasil. Garimpando saberes e sonoridades que incorpora a sua musicalidade, fazendo reverência aos mestres populares e as manifestações culturais autênticas do nosso país. Com 6 cd´s gravados, 03 Singles e inúmeras participações em CDs e shows de artistas consagrados da Música Popular Brasileira, Kátya Teixeira teve 3 dos seus 5 CDs indicados ao Prêmio da Música Brasileira, finalista no Prêmio Profissionais da Música|2017 na categoria Artista - Raíz e Troféu Catavento 2012 e 2016 de Solano Ribeiro – Rádio Cultura/SP. Assina vários projetos culturais dentre os quais se destaca o Dandô – Circuito de Música Dércio Marques que cria um intercâmbio e circulação de música popular em várias cidades brasileiras, além da realização de vivências e oficinas integrando e valorizando a cultura popular pelo país. Esse projeto recebeu o Prêmio Brasil Criativo do MINC/SEBRAE em 2014 como melhor projeto de Música na categoria Artes e Espetáculos e finalista no Prêmio Profissionais da Música|2017 na categoria Projetos Culturais Musicais.

Press Kit - www.katyateixeira.com.br/imprensa

TITA PARRA

é cantora, violonista e compositora. Ela é neta de uma das mais conhecidas e importantes artistas latino-americana, Violeta Parra (1917 - 1967). A carreira musical de Tita começou ainda criança no ano 1962, influenciada pela familia musical - tocou violão, dançou e cantou no grupo Los Parra de Chile, con Violeta Parra. Também fez arranjos para os discos a mãe, Isabel Parra, também cantora e compositora.

Em seu trabalho, Tita parte da canção folclórica chilena para a música do mundo, incorporando influências de jazz, blues, rock, funk e até bossa nova. Combinando ritmos, melodias e harmonias do jazz, blues, bossa, funk e pop rock, Tita vêm se destacando como uma das novas vozes da música chilena nos últimos anos. Apesar desta fusão de estilos, ficam evidentes as profundas e autênticas raízes chilena e latinoamericana em suas composições livres e experimentais.

partic. especial do percussionista Greco Acuña

DUO PAULO NUNES E VICTOR MENDES

Letrista e compositor se encontram num concerto de música e poesia. Com textos inéditos, Paulo constrói o ambiente poético para as canções compostas por Victor Mendes. Inspirados por diversos temas, como a vida na metrópole, a devastação ambiental, o amor e a morte, a apresentação coloca o público em contato com o trabalho dos parceiros, músico e poeta no

mesmo palco. 

 

OSNI RIBEIRO (Botucatu SP) 

é violeiro, compositor e apaixonado pela música e cultura caipira. Com  mais de 30 anos de carreira, está lançando novo álbum – Arredores – onde  mescla trabalhos autorais e clássicos da música raiz e desenvolve  projetos de pesquisa e difusão da música regional paulista, inclusive a  música caipira. www.osniribeiro.com.br

Sobre o Violada - Circuito Autoral de Violas Brasileiras

FÁBIO MIRANDA 

é um artista brasileiro, graduado em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília (UnB), mestre em Música pela ECA-USP e formado em viola caipira pela Escola de Música de Brasília. Como violeiro tem três discos autorais lançados: Caravana Solidão, Chamamento e Nonada, além de integrar diversos grupos musicais como "Babel" (@babelgrupo), "Caravana Solidão" (@caravanasolidao), "Teia de Arame" (@teiadearame), "Fama Duo" (@famadupla) e "Travessia", além de seu trabalho solo "Passarim da Capital" (@maestrosabia). Como pesquisador desenvolveu mestrado na área de Educação Musical, chamado "Roda de viola: jogos musicais no ensino coletivo da viola caipira". Como arte-educador trabalha com ensino coletivo da viola caipira e outras vivências musicais com pessoas de todas as idades. Formou a orquestra "Roda de Viola" em Brasília (DF) e a "Orquestra de Viola de Franco da Rocha" (SP), onde trabalha atualmente. Nessa mesma cidade coordena o grupo sociocultural de idosas cantadoras "Andorinhas do Lago Azul". Como produtor integra a rede de violeiros que organizam o "Violada: circuito autoral das violas brasileiras" (@violadacircuito), que promove a circulação nacional de artistas da viola. Também trabalha com direção musical, composição e arranjo. 

www.fabiomirandavioleiro.com 

DUO MARINA EBBECKE E GABRIEL DE SOUZA 

Os dois violeiros se conheceram em uma oficina de viola e logo começaram a tocar juntos. Marina

(do Trio A Corda Piaba e Orquestra de Violeiros Terra da Uva) e Gabriel (da Orquestra

Filarmônica de Violas), tem em comum a admiração pela viola e pela música brasileira. O repertório, formado por composições autorais dos dois jovens músicos, traz tanto música instrumental quanto canções com letra.

Ainda no primeiro ano de formação tocaram em eventos do município de Jundiaí como a 34ª

Festa da Uva, Festejos Juninos e Sexta no Centro. Na mesma cidade, fizeram apresentações no

Centro Cultural Barravento e no Ateliê Casarão. Se apresentaram também nas cidades de

Campinas, Ribeirão Preto, São Paulo, Franco da Rocha e Pocinhos do Rio Verde.

Também em Jundiaí produzem o Violada - Circuito Autoral das Violas Brasileiras, projeto que tem

como objetivo promover apresentações mensais de violeiras e violeiros mostrando seu trabalho

autoral através de composições e arranjos.

A inscrição está fechada

Compartilhe este evento